Páginas

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Paisagens

Não só observar pessoas, gosto de me prender às paisagens. Especialmente as mais inesperadas. Hoje, durante uma viagem de trem para Osasco, tijolos de armazéns desativados, telhas quebradas de estações cargueiras inoperantes e ruínas de edifícios coloniais mortos me entretiveram enquanto o lento trem fazia seus caminhos pelos trilhos.

Em especial, sobre o muro pichado e machucado que cerca a linha diamante da CPTM (que da nobre pedra realmente não tem nada), avistei casinhas pacatas e ruas desertas, típicas de um domingo no interior. E encontrei depois, no Google Maps, a Vila Leopoldina. Que vontade me deu de morar ali.


Exibir mapa ampliado


Um respiro de calmaria nessa cidade exagerada, tomara que a região sobreviva ao boom imobiliário...

Um comentário:

edumakdisse disse...

Vc tem q conhecer Embu das Artes que e' onde moro! um oasis na regiao metropolitana da grande SP... moro em uma chacara deliciosa e trabalho nesses concretos absurdos! mas recarrego minha bateria qdo chego em casa! Beijos! Edu