Páginas

terça-feira, 17 de março de 2009

Peixe rosa

A melhor maneira de criar pautas é, sem dúvida, sair de casa. Ir para as ruas, conversar com a senhorinha no ponto de ônibus, no caixa do supermercado. Ouvir o que as pessoas têm a falar.

No mercado esta semana com minha mãe e, contagiada pela preguiça matinal, percebi algo inusitado na peixaria. Ao pedir dois quilos de salmão, uma senhora fora da fila me cutucou e perguntou como eu preparava o peixe.

Tá, pode parecer pedante, ainda mais no supermercado popular que frequento. Entretanto, vejam bem: os jornais divulgaram muitas notícias sobre a queda nos preços dos alimentos, em especial do preço da carne. E só eu e aquela senhorinha parecíamos ter reparado que o preço do salmão, um peixe fino e ligado à alta gastronomia, estava mais barato que o quilo da alcatra e do coxão mole, os populares cortes para bife.

Enquanto o peixe custava R$9,98 por quilo, os cortes bovinos que citei acima estavam R$11,50. E muita gente ali não reparou. A senhora mesmo disse que notou o preço mais barato que o da carne, mas por ser comida de "gente rica" não sabia prepará-lo. Em poucos minutos minha mãe a ensinou a fazer o peixe grelhado com temperos simples - alecrim e azeite.

Pena que a senhora não ligou pra falar se gostou ou não da receita. E eu nunca pensei que ia sugerir salmão para alguém num supermercado popular. Um alimento saudável que faz bem à saúde e não tem sido parte do cardápio apenas de gente rica.

Um comentário:

Vivian Paulino disse...

Gabizocaa!
Agora eu sei comentar =P

Alias, me ensina preparar Salmão...vc deveria ter colocado aqui dentro dessa pauta tb!

Eu comprei, mas tb não sei como fazer...

Bjooo